associação comercial e industrial de arcos de valdevez e ponte da barca

Três tendências (que não deve ignorar) para a formação corporativa

in Notícias Gerais
Criado em 11 abril 2022

Quais as três tendências imprescindíveis para a formação corporativa

Cada vez mais, a formação empresarial procura incluir conteúdos úteis para o colaborador, para além daquilo que são as necessidades inerentes ao seu trabalho, promovendo o desenvolvimento de competências tanto a nível profissional como pessoal, contribuindo para criar uma pessoa “mais completa”.

 

Dá-se cada vez mais ênfase a uma abordagem holística da formação, que acrescenta competências aos currículos dos trabalhadores e melhora a cultura geral das empresas. Quando estão a definir os planos de formação, os gestores de Recursos Humanos devem ter atenção estas três tendências:

Tendência N.º 1
Formação contínua
Cada vez mais empresas estão a tomar medidas no sentido de encorajar a formação profissional formal contínua através da escolarização e do reembolso de propinas. Segundo o Trainingmag.com, 95% das suas 125 maiores empresas oferecem reembolso de propinas. Isto permite aos colaboradores obterem diplomas diferentes ou avançados nas suas áreas, uma adição útil ao portefólio de qualquer empresa.

Os gestores de Recursos Humanos podem facilitar este processo, identificando instituições locais que oferecem programas valorizados pelos colaboradores e que podem ser de valor para a empresa. Se não existirem, outras instituições como escolas profissionais e faculdades estão frequentemente interessadas em estabelecer parcerias com empresas. Por vezes, uma simples chamada telefónica é suficiente para iniciar o processo de implementação de novos programas de licenciatura ou certificação.

Outra abordagem a adotar pode ser disponibilizar uma plataforma educacional. As grandes empresas, em particular, criam as suas próprias escolas virtuais com cursos e módulos diretamente ligados aos seus modelos empresariais.

Conclusão: Procurem fazer com que a formação tenha impacto positivo no vosso negócio e na vossa força de trabalho.

 

Tendência N.º 2
Desenvolvimento de competências de comunicação
Outra tendência na formação empresarial é o foco nas oportunidades de desenvolvimento de novas ou melhores competências de comunicação. Estão entre as aptidões mais procuradas por novos colaboradores e os gestores de Recursos Humanos estão sempre à procura de formas de melhorar a capacidade de comunicação da sua força de trabalho.

A comunicação parece muito diferente do que era há apenas uma ou duas décadas, uma vez que a tecnologia mudou, a força de trabalho tornou-se global e a compreensão da comunicação no local de trabalho aprofundou-se.

As empresas aprenderam que o ensino de competências de comunicação modernas é valioso para os seus resultados, bem como para o bem-estar dos colaboradores. Devido a isto, muitos programas de formação empresarial disponibilizam este tópico como parte dos seus pacotes. Estes incluem hard skills – como a utilização de determinados equipamentos ou tecnologias – e soft skills. O foco tende a estar numa comunicação eficiente que tenha em conta a mensagem, o público e o orador de formas nem sempre consideradas pelas empresas.

 

Tendência N.º 3
Formação holística
Talvez a tendência mais comum seja um maior enfoque no toque pessoal dos programas de formação empresarial. Não só as empresas oferecem formação com valor para o seu negócio específico, como os novos programas concentram-se em competências que são transferíveis para diversos sectores, tornando o trabalhador mais valioso ao longo da sua carreira e aumentando a sua capacidade de mudar de emprego e de empresa.

As empresas estão a oferecer formação que consolida os seus trabalhadores como pessoas inteiras. A formação é organizada para melhorar a vida dos colaboradores, tanto dentro como fora do escritório. Isto significa que, para além de aumentar os conhecimentos e as competências dos colaboradores, a formação empresarial recente está deliberadamente a apoiá-los a serem mais felizes e mais saudáveis. Isto poupa dinheiro às empresas a longo prazo, porque trabalhadores felizes e satisfeitos são melhores trabalhadores, com menos probabilidades de sair – e com mais probabilidade de atrair possíveis colegas de trabalho com motivação semelhante.

 

Por que é que estas tendências são importantes
A maioria dos gestores de Recursos Humanos descobriu que reter trabalhadores de qualidade pode ser um desafio. Em áreas altamente competitivas, particularmente, os trabalhadores qualificados estão mais dispostos do que nunca, na história, a aceitar ofertas de trabalho de diferentes empresas. Um programa robusto de formação empresarial pode ser o incentivo que convença estes trabalhadores a estabelecer raízes numa empresa.

Felizmente, as tendências indicam que quase todas as empresas podem desenvolver um programa de formação mais suscetível de chamar o tipo de atenção necessário para atrair os melhores profissionais. Sucesso gera resiliência e poder de permanência, e gera também o tipo de programa de que uma empresa se pode gabar mais tarde.

Para começarem a desenvolver o tipo de programa de formação empresarial que beneficia todos os envolvidos, devem pensar bem no tipo de desenvolvimento de competências que causaria o maior impacto. Concentrem-se em corresponder às tendências. E depois excedam o que é oferecido noutros locais.

Fonte: hrportugal.sapo.pt, 11/4/2022