associação comercial e industrial de arcos de valdevez e ponte da barca

O que significa a expressão “spam” e quais os seus perigos

in Notícias Gerais
Criado em 17 fevereiro 2022

Saiba qual o significado da expressão SPAM e quais os seus perigos

São mensagens que podem ter um carácter criminoso pela prática de phishing, que, de forma enganadora, leva os utilizadores a revelarem dados sensíveis através de falsos sítios na Internet, o que coloca o problema de uma eventual fraude a nível da identidade e de danos causados.

Há várias definições de spam, mas o que devemos reter é que se trata de são mensagens não solicitadas pelo consumidor que a recebe. Quem as envia não tem comprovativo de que o destinatário solicitou o envio da mensagem causa. Estas mensagens costumam ser enviadas para muitos destinatários que têm como ponto comum os objetivos comerciais.

O envio das mensagens spam pode ser realizado através de vários meios de comunicações eletrónicas, seja através de serviço telefónico fixo ou móvel, por fax ou por correio eletrónico e ainda, através das redes sociais, ficando frequentemente armazenado na caixa de correio para que depois seja lida pelo destinatário.

Acresce que, na maioria dos casos, os endereços de correio eletrónico são obtidos sem consentimento do seu proprietário e como tal, de forma ilícita, estando associadas a ações ilegais e enganosas. Mas de acordo com a legislação, este tipo de envio de mensagens está sujeito a um consentimento prévio expresso das pessoas que não as solicitaram pois trata-se de uma forma de marketing direto, sendo sancionada através de contraordenações elevadas.

Saiba que não é seguro abrir mensagens de spam, mesmo que lhe pareçam ser interessantes. Aliás, sinalize-as como spam sempre que a sua caixa de correio o permitir. Desta forma estará a reportar os casos ao seu prestador de serviço de mensagens ou em alternativa, apague-as, sem as abrir!

São mensagens que podem ter um carácter criminoso pela prática de phishing, que, de forma enganadora, leva os utilizadores a revelarem dados sensíveis através de falsos sítios na Internet, o que coloca o problema de uma eventual fraude a nível da identidade e de danos causados.

Fonte: jornaleconomico.pt