associação comercial e industrial de arcos de valdevez e ponte da barca

22 maus hábitos que lhes estão a fazer perder dinheiro

in Notícias Gerais
Criado em 16 novembro 2018

A melhor forma de evitar uma situação de falência ou banca rota é cultivar hábitos de poupança. Para isso, pode começar por identificar quais os comportamentos que são errados, aqueles que deve evitar e os que deve eliminar por completo.

O primeiro passo para não perder dinheiro, nem ir à falência, é saber o que está a acontecer ao seu dinheiro.

Consulte todos os dias a sua conta bancária.

Para além de controlar os gastos, é uma forma de evitar fraudes que podem passar despercebidas.

Comprar apps na PlayStore

Algumas aplicações disponíveis na PlayStore do seu smartphone são pagas e normalmente os valores apelativos podem tornar-se enganadores. Opte por fazer download das aplicações gratuitas.

Almoçar sempre fora

Opte por levar o almoço para o trabalho com o que restar do jantar do dia anterior. Se para si esta opção for complicada, reserve um dia da semana para preparar as refeições para toda a semana. É uma forma de não se preocupar todos os dias com a preparação do almoço do dia seguinte e ainda poupar nos gastos.

Alugar (em vez de comprar) um carro

O aluguer pode ser prático e pode parecer-lhe mais barato nas múltiplas vezes que o faz, mas é uma solução que funciona apenas a curto prazo. Procure um bom carro em segunda mão e, a longo prazo, poderá ver o cenário financeiro a ficar mais risonho.

Usar cartões de descontos de lojas

Quase de certeza que já lhe perguntaram se quer aderir ao cartão de descontos da loja, sem qualquer custo adicional, acumulando assim 10% ou 20% de desconto em todas as compras. Mas os especialistas alertam que esta gratuitidade não é por acaso, e que deve sempre verificar de que forma estão a ser aplicados os descontos nas suas compras.

Fazer compras de forma compulsiva

Se gosta muito de ir às compras, tenha cuidado com este hábito, pois pode ter graves consequências. Verifique a real necessidade de comprar determinados produtos e tenha cuidado com as compras online. Se prefere o comércio eletrónico, não associe cartões de crédito.

Estar inscrito no ginásio...e não ir.

Tenha atenção a este tipo de serviços que geralmente têm associado um pagamento por débito direto. A forma de pagamento não é a razão pela qual se poderá declarar falência. Quanto menos usufrui de um serviço pelo qual está a pagar, mais caro lhe vai parecer.

Não ter um seguro de saúde

Faça uma simulação numa seguradora e descubra qual a melhor modalidade para o que pretende. A melhor opção é geralmente aquela que inclui "despesas de ambulatório", que significa apenas as consultas, sendo também a que sai mais em conta. Os seguros de saúde poderão suportar grande parte das despesas em situação de emergência.

Ignorar as "moedas pretas"

Podem valer menos e, na maior parte das vezes, poderá ignorá-las. Mantenha o hábito de guardar as chamadas 'moedas pretas' num mealheiro, pois no final do ano pode encontrar uma grande poupança.

Comprar cigarros

Fumar é um hábito caro, tanto em termos de carteira como em termos de saúde. Parar de fumar ou reduzir será a melhor solução para conseguir poupar algumas dezenas de euros todos os meses. Tal como acontece todos os anos, no próximo ano prepare-se para o aumento de preço nos maços de tabaco.

Não dividir despesas

Se vive com o seu parceiro, ou com algum amigo, faça uma previsão dos gastos e comecem a organizar as despesas em conjunto. É uma forma eficaz de evitar perder dinheiro e conseguir poupar.

Ter dívidas no cartão de crédito

Se tem um cartão de crédito tem que ser bastante organizado e garantir que paga a dívida do cartão todos os meses. Se acumular estas dívidas pode colocar-se muito perto de uma situação de falência.

Aceitar cheques falsos

Verifique sempre se os cheques que recebe estão ligados a contas com dinheiro. As burlas com cheques falsos são frequentes e quando acontecem ultrapassam, geralmente, os milhares de euros.

Não pedir um aumento

Se não avançar para um pedido de aumento poderá nunca o obter e, por isso, nunca chegar a uma situação de conforto financeiro. Se está confiante com o seu desempenho profissional, avalie a situação e veja se é a melhor altura.

Não ter o hábito de "pagar primeiro a si próprio"

"Pague primeiro a si próprio", é uma das regras básicas de uma poupança eficaz. Por exemplo, se estiver a poupar para uma viagem, coloque de parte o dinheiro que quer poupar antes de pagar as contas mensais.

Não ter uma poupança de emergência

Quando está a "pagar primeiro a si próprio", pense que poderá ser útil colocar parte desse dinheiro num fundo destinado a eventuais emergências. A impossibilidade de responder a situações de emergência com grandes despesas, podem facilmente conduzi-lo à falência.

Não criar um orçamento para as despesas

A primeira regra para conseguir poupar com sucesso é fazer um orçamento familiar mensal e conseguir cumpri-lo. Não saber quando e como gasta é o primeiro passo para cair numa situação de falência.

Ir às compras sem levar uma lista

Para evitar perder dinheiro quando vai às compras, opte por levar uma lista de todos os produtos que (realmente) lhe fazem falta na despensa. É uma forma de não perder dinheiro em compras desnecessárias.

Não fazer pagamentos automáticos

Opte for automatizar todos os seus pagamentos. É uma forma de se manter organizado e evitar ficar com contas por pagar. Essas contas por pagar podem significar dívidas acumuladas inesperadas.

Melhorar a qualidade de vida

Se quiser melhorar a sua qualidade de vida, seja na casa onde vive até aos produtos que consome, verifique a viabilidade para ter mais gastos. Tente viver de forma equilibrada com as suas possibilidades.

Frequentar as 'happy Hour'

As designadas happy hour oferecem sempre bebidas, ou outros produtos, a metade do preço, mas podem ser enganadoras. Tenha sempre atenção se, ao pagar mais vezes por um preço menor, não estará na realidade a gastar tanto ou mais dinheiro do que gastaria sem os descontos.

Não fazer manutenção do carro

Fazer uma manutenção mais regular do veículo é uma forma de poupar dinheiro e evitar maiores gastos em caso de avaria. Leve o carro à oficina com mais frequência. É uma forma de identificar antecipadamente possíveis gastos e, quem sabe, conseguir um desconto com o mecânico.

Fonte: dinheirovivo.pt, 15/11/2018