associação comercial e industrial de arcos de valdevez e ponte da barca

Há 758 grandes contribuintes que vão estar sob escrutínio do Fisco

in Notícias Gerais
Criado em 20 fevereiro 2018

Há 539 contribuintes com um rendimento superior a 750 mil euros e outros 215 que têm um património mobiliário e imobiliário superior a cinco milhões de euros.

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) já identificou os contribuintes singulares com mais rendimentos e património que serão acompanhadas por um núcleo especializado. Segundo noticia o Público (acesso condicionado) esta terça-feira, são 758 contribuintes, com um rendimento acima de 750 mil euros ou um património mobiliário e imobiliário superior a cinco milhões de euros, que serão acompanhados pela Unidade dos Grandes Contribuintes (UGC).

Este departamento já está formado há cerca de um ano e já começou a trabalhar na segunda metade de 2017. Mas este será o primeiro ano completo em que esta unidade, que até agora acompanhava apenas as grandes empresas, vai seguir de perto os contribuintes singulares com grande capacidade tributária. Dos 195 trabalhadores da UGC, o Fisco colocou 17 neste projeto, segundo o Ministério das Finanças.

Entre os grandes contribuintes identificados, 539 têm um rendimento acima de 750 mil euros e 215 têm um património mobiliário e imobiliário superior a cinco milhões de euros. Há ainda 42 que têm relações jurídicas e económicas com grandes empresas. Todos somados, são 796 contribuintes. Contudo, desses, há 38 que não preenchem mais do que um dos critérios, pelo que a UGC vai acompanhar 758 contribuintes.

Falta ainda contabilizar os contribuintes que poderão ser acompanhados se o Fisco se deparar com manifestações de fortuna semelhantes a estes níveis de rendimento e património.

Fonte: eco.pt, 20/2/2018