associação comercial e industrial de arcos de valdevez e ponte da barca

Quer trabalhar por conta própria? Saiba quais os aspetos a considerar

in Notícias Gerais
Criado em 28 fevereiro 2023

Vai passar a trabalhador independente?

Seguem-se alguns conselhos antes de começar a trabalhar por conta própria.

Se está a ponderar trabalhar por conta própria, é fundamental que tenha em conta vários aspetos cruciais na construção deste caminho. Neste artigo, reunimos algumas dicas para que consiga ter sucesso como trabalhador independente.

 

Garanta que se sente confortável com rendimentos instáveis

Uma das principais diferenças entre trabalhar por conta própria e ter um emprego por conta de outrem é a volatilidade de rendimentos. Esta instabilidade é expectável, mas ao mesmo tempo desafiante, visto que dependerá de si o quanto pode ganhar. Ainda assim, existem diversos aspetos que não conseguirá controlar, como recessões económicas ou um período pandémico que afete várias indústrias. Logo, deve garantir que se sente confortável com rendimentos instáveis.

Se ainda não estiver confortável com esta mudança, existem várias formas para fazer esta transição de uma maneira mais suave. Por exemplo, enquanto ainda exerce o seu emprego por conta de outrem, comece por prestar pequenos serviços para ganhar alguns clientes. À medida que angaria novos clientes, diminui o risco de ficar um longo período de tempo sem trabalho e, consequentemente, sem rendimentos. Além disso, ao fazer pequenos serviços enquanto ainda tem um rendimento estável, dá-lhe a oportunidade de analisar vários pontos a melhorar. Nomeadamente, se o valor que está a cobrar por hora ou por serviço é o mais indicado, aprimorar as suas competências, se necessita de melhores equipamentos, entre outros aspetos.

Quanto mais tempo investir em preparar e "afinar" alguns detalhes, menos contratempos terá quando chegar a altura de se dedicar a 100% como trabalhador independente. Isto pode fazê-lo poupar centenas ou milhares de euros mais à frente.

 

Tenha uma quantia confortável em poupanças antes de trabalhar por conta própria

Tal como já foi referido anteriormente, quando trabalha por contra própria, geralmente nem todos os meses são iguais. Por vezes, os rendimentos num determinado mês podem ser elevados, mas noutro pode até nem receber qualquer valor. Mesmo que até preste os seus serviços de forma consistente, isto não significa que todos os seus clientes paguem a tempo e horas. Por essa razão, torna-se bastante importante ter uma quantia considerável em poupanças antes de começar a trabalhar por conta própria. Especialmente enquanto ainda não tiver nenhuma carteira de clientes, provavelmente existirão meses em que não irá ter qualquer rendimento. Isto pode ter um impacto sério na sua estabilidade financeira e na capacidade de pagar as suas contas todos os meses.

De forma a minimizar o risco das flutuações nos seus rendimentos, recomenda-se que tenha um fundo de emergência que cubra, pelo menos, seis meses de despesas. Esta poupança deve estar sempre disponível para, caso surja uma eventualidade, ter a possibilidade de recorrer a esse dinheiro. Por isso, é uma boa opção guardar este dinheiro numa conta poupança ou até mesmo em certificados de aforro, embora tenha em atenção que neste último caso o dinheiro fica indisponível durante 3 meses. Se, porventura, tiver a necessidade de recorrer a este dinheiro, não se esqueça de repô-lo de volta no seu fundo de emergência assim que possível. Isto significa que, quando receber o dinheiro pelos serviços prestados, deve colocar uma determinada quantia no seu fundo até que este perfaça novamente os 6 meses de despesas.

 

Proteja as suas poupanças para a reforma

Da mesma forma que deve contribuir para o seu fundo de emergência, não deve descuidar as suas poupanças para a reforma. Independentemente da idade, ter uma poupança que lhe permita viver a reforma tranquilamente é essencial. Isto quer dizer que, quanto mais tarde começar a contribuir para este fundo, maiores serão as dificuldades quando já não tiver tanta energia para trabalhar. Além disso, a rentabilidade vai ficar aquém do que poderia ter conseguido.

 

Um seguro para "enfrentar" problemas de saúde

Ao contrário de um emprego por conta de outrem, em que muitas vezes os colaboradores têm como benefício um seguro de saúde, será da sua responsabilidade contratar um seguro para que fique protegido, caso surja um problema de saúde. Por isso, comece por analisar as várias opções no mercado, os preços praticados e quais as coberturas mais indicadas para si.

Se tiver a possibilidade de usufruir de um seguro de saúde igual a um membro da sua família, através da empresa para a qual trabalha, aproveite essa oportunidade. Geralmente, os preços praticados para colaboradores são mais baixos.

 

Estabelecer contactos ao trabalhar por conta própria

Em qualquer área de negócio, ter bons contactos é essencial para ter sucesso. A qualquer momento, pode precisar de ajuda ou desbloquear alguma situação e ter profissionais da sua confiança pode fazer toda a diferença. Além disso, receber feedback de várias pessoas pode transformar a forma como aborda os seus clientes, maximizando as suas vendas. Isto inclui conhecer novos fornecedores, aprender novas técnicas de negociação, entender melhor os seus clientes, entre outros conhecimentos.

Acima de tudo, quando exerce funções como trabalhador independente, vai, maioritariamente, lidar com pessoas. Sejam clientes, fornecedores, colaboradores, ou futuros parceiros. Quanto maior for o seu leque de conhecimentos, maior o número de possibilidades para escalar o seu negócio, independentemente do que este seja. Em última instância, dar a conhecer-se a novas pessoas é uma boa forma também de promover o seu trabalho. Muitas vezes, a melhor forma de marketing é precisamente o "passa-a-palavra", ou seja, aquele que naturalmente ocorre entre conversas, em que o seu trabalho é mencionado pela qualidade dos serviços prestados.

 

Gerir bem o seu tempo ao trabalhar por conta própria

Uma das maiores dificuldades como trabalhador independente é saber gerir o seu tempo. Muitas vezes, especialmente quando tem bastantes clientes, pode ser difícil gerir todos os compromissos. Normalmente, isso acaba por diminuir o tempo que tem disponível para outras coisas, nomeadamente para a família ou outras atividades. Por isso, ainda que possa ser desafiante gerir tudo isto, não deve descuidar o essencial. Principalmente, a sua saúde e a dos que o rodeiam, além das relações interpessoais que deve manter para que a "balança esteja equilibrada".

Se tiver dificuldade em organizar-se, isto é, em tirar melhor partido do seu tempo, comece por definir objetivos diários que sejam realistas. Isto vai ajudá-lo a manter o foco no que é importante atingir nesse dia. Se não conseguir completar tudo, deve analisar novamente o que falhou e definir ações para melhorar. Esta melhoria contínua é essencial em qualquer negócio para não só atingir os resultados pretendidos, mas também para alinhar as suas expectativas, dos seus clientes e dos seus parceiros.

Fonte: doutorfinancas.pt, 28/2/2023