associação comercial e industrial de arcos de valdevez e ponte da barca

Transferiram dinheiro para sua conta, mas os valores não estão disponíveis?

in Notícias Gerais
Criado em 09 novembro 2022

Por norma, as transferências Intra bancárias, isto é, entre contas do mesmo banco, o dinheiro ficará disponível nesse próprio dia útil. Sendo entre contas de instituições diferentes, aí a transferência demorará algum tempo, em média, até ao final do dia útil seguinte.

A transferência bancária é uma das formas mais práticas de enviar ou receber dinheiro. No entanto, alguns consumidores ficam surpreendidos ou até insatisfeitos com o facto de o dinheiro não ficar disponível no momento exato da ordem de transferência.

A disponibilidade do valor transferido depende do dia e hora em que é feita, bem como do carácter da mesma. Desta feita, pode levar 48 horas (ou mais) ou apenas alguns segundos.

Simplificando, se a sua transferência for realizada em dia útil, segunda a sexta-feira, até às 15h, ficará disponível em pouco tempo. Porém, se tiver lugar durante o fim de semana ou após as 15 horas, o banco só considerará a ordem no dia útil seguinte.

Por norma, as transferências Intra bancárias, isto é, entre contas do mesmo banco, o dinheiro ficará disponível nesse próprio dia útil. Sendo entre contas de instituições diferentes, aí a transferência demorará algum tempo, em média, até ao final do dia útil seguinte.

Saiba ainda que existe um serviço disponível para fazer transferências imediatas, permitindo que o dinheiro chegue à conta da outra pessoa em questões de segundos.

E quanto a transferências internacionais? Entre os países da Single Euro Payments Area (SEPA), Estados Membros da União Europeia, incluindo também o Reino Unido, Islândia, Liechtenstein, Noruega, Suíça, Mónaco, Andorra e Vaticano, as transferências processam-se da mesma forma que em Portugal, ou seja, os prazos das transferências são iguais. No entanto, caso seja necessário converter a moeda, este pode ser um processo mais demorado e mais caro.

Fonte: jornaleconomico.pt, 7/11/2022