associação comercial e industrial de arcos de valdevez e ponte da barca

Banco de Portugal alerta para tentativas de fraude

in Notícias Gerais
Created: 02 May 2024

Banco de Portugal alerta para tentativas de fraude associadas a ofertas de emprego, investimentos com retorno avultado e crédito fácil

O Banco de Portugal alerta para tentativas de fraude em que, através de mensagens (SMS ou chats/mensagens instantâneas), anúncios em plataformas sociais ou chamadas telefónicas, as pessoas são aliciadas a aderir a grupos de chat, para obter rendimento adicional, no âmbito de uma oferta de emprego, de um investimento com elevado retorno ou da concessão de um crédito com condições vantajosas.

No caso das ofertas de emprego, as mensagens têm o seguinte teor (ou aproximado):

“Olá, sou do departamento de recursos humanos da rede social/empresa ABC. Precisamos urgentemente de 30 funcionários online em meio período. Entrega diária de 50-500 euros. / Oferecemos um emprego a tempo parcial por 300 a 800 euros por dia. Entre em contacto através do número wa.me/351xxxxxxxxx [link do grupo]”

Após clicar no link, a pessoa é associada a um grupo “de trabalho” (do WhatsApp, Telegram, …), podendo ainda ser-lhe solicitada uma taxa de inscrição com a promessa de que a mesma lhe será devolvida, acrescida de uma comissão, após a “realização da primeira tarefa”. A remuneração prometida está associada a tarefas de visualização de vídeos em plataformas sociais (Youtube, TikTok, Spotify, etc.) e colocação de likes ou comentários nos mesmos. Depois de “realizar as tarefas” solicitadas, que corresponderão a um suposto valor monetário, poderá seguir-se uma proposta de investimento imperdível (por exemplo, em “criptomoedas”). 

É também frequente a receção de mensagens nas redes sociais com a promessa de crédito imediato e de forma descomplicada. Neste caso, as pessoas são convidadas a proceder ao pagamento de uma comissão inicial e, após efetuarem esse pagamento, o suposto mutuante desaparece, deixando de responder às mensagens. 

Esteja atento a estas situações. Podem estar em causa esquemas em pirâmide, em que os infratores pretendem usar a sua conta de pagamento como “conta-mula”, ou seja, como conta de passagem de valores conseguidos de modo fraudulento: creditam a sua conta, manipulando-o para que, posteriormente, transfira esses valores para outra conta.

Nunca clique em links presentes em mensagens recebidas de desconhecidos, nem abra mensagens duvidosas. Não adira a grupos de chat de origem desconhecida. Não execute pagamentos, nem instale nenhum programa/aplicação a pedido de terceiros, com vista à obtenção de rendimento fácil. É muito provável que qualquer uma das situações descritas se trate de fraude.

Lembre-se também de que as entidades autorizadas a conceder crédito têm de estar registadas no Banco de Portugal. Pode consultar a lista de entidades autorizadas a conceder crédito aqui.

Caso aceda aos links, não divulgue informação pessoal, credenciais de acesso ao homebanking ou às apps, ou eventuais códigos que o banco lhe envie para o telemóvel.  

Em caso de dúvida ou suspeita, contacte o seu banco de imediato, através dos canais habituais.

Consulte mais informação sobre cuidados de segurança nos canais digitais no Portal do Cliente Bancário e na brochura "+ 5 dicas para ficar seguro online #ficaadica"

Não se esqueça: a segurança começa em cada um de nós!

Fonte: Banco de Portugal, 30/4/2024