Imprimir

Mapa de horário de trabalho: como criar e usar

in Notícias Gerais
Criado em 14 fevereiro 2018

Vamos facilitar uma tarefa complicada? Saiba o que é, como deve ser utilizado e onde deve ser afixado o mapa de horário de trabalho na sua organização.

Saiba tudo o que precisa sobre a criação de um mapa de horário de trabalho, quer esteja na situação de empregador, quer na de colaborador – afinal, todos temos absoluto interesse em saber em que consiste esta ferramenta de gestão de pessoas.

MAPA DE HORÁRIO DE TRABALHO: EM QUE CONSISTE?

Conceber o mapa de horário dos seus colaboradores nunca foi, nem nunca será, uma tarefa fácil. Porém, esta é uma ferramenta de trabalho essencial à gestão saudável de uma empresa, uma vez que permite integrar e coordenar tudo o que respeita aos tempos de trabalho das pessoas como: horas de trabalho extraordinário, pausas para refeição, folgas, turnos, substituições, pedidos de trocas de horário, entre outras incontáveis situações.

A COMPLEXIDADE DA GESTÃO DO MAPA DE HORÁRIO DE TRABALHO

Por ser um trabalho por vezes complexo, muitas empresas têm funcionários dedicados exclusivamente à tarefa de conceber e gerir o mapa de horário de trabalho dos funcionários.

MAPA DE HORÁRIO DE TRABALHO: ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR

Deste documento devem constar: nome da empresa; atividade exercida; sede e local de trabalho dos trabalhadores a que o horário diz respeito; início e fim do período de funcionamento – e, caso se aplique, dia de encerramento ou suspensão de funcionamento da empresa ou estabelecimento; horas de início e termo dos períodos normais de trabalho, com indicação de intervalos de descanso; dia de descanso semanal obrigatório e descanso semanal complementar, se existir; instrumento de regulamentação colectiva de trabalho aplicável, se houver; regime resultante de acordo que institua horário de trabalho em regime de adaptabilidade, se houver.

Caso algum ou alguns dos trabalhadores estejam em algum regime de trabalho não contemplado por estes elementos, os seus nomes deverão aparecer identificados no mapa de horário de trabalho como exceções.

Quando o horário de trabalho inclui turnos, deve constar ainda no mapa de horário de trabalho a escala de rotações, o número de turnos, bem como os dias de descanso do pessoal de cada turno.

A organização dos turnos é registada em livro próprio ou em ficheiro informático, e faz parte integrante do mapa de horário de trabalho.

TIPOS DE MAPAS DE TRABALHO

O mapa pode ser feito com base num calendário típico, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, ou pode apresentar outro formato que melhor corresponda ao trabalho da empresa. Se o mapa de trabalho sair dos trâmites do calendário vulgar, deverá fazer-se um de raiz, em vez de usar calendários pré-formatados.

O meio mais utilizado para criar mapas de horário de trabalho é a folha de cálculo. Programas como Excel ou o Numbers são os mais recomendáveis e são as opções mais generalistas. Em alternativa, é possível encontrar diversos programas e Apps dedicadas especificamente à construção de mapas de horários de trabalho. Experimente, por exemplo, o Humanity, o Float, o Resource Guru, o Acuity Scheduling, o UltiPro, o Appointy ou o FindMyShift.

ONDE SE DEVE AFIXAR O MAPA DE HORÁRIO DE TRABALHO?

O mapa de horário de trabalho deve ser afixado em local público, dentro das instalações do local de trabalho, bem visível e fácil de encontrar por todos os funcionários. Além disso, deverá ser disponibilizado pela entidade patronal para todos os funcionários poderem ter acesso a uma cópia, se assim o desejarem. Deverá, também, ser enviado por email para todos os trabalhadores.

Fonte: e-konomista.pt, 14/2/2018